HADDAD: A LUZ SE APAGA

Há percepção generalizada de que a cidade de São Paulo está sem governo eficiente. As decisões do Prefeito são contestadas e suas prioridades estão em desacordo com os interesses dos paulistanos.

Mas não é culpa exclusiva do Haddad. Primeiro veio o Lula e, sem ampliar a infra-estrutura, jogou mais carros que as ruas tinham capacidade de receber. Depois veio o Haddad e diminuiu as ruas com a criação descontrolada de ciclovias. Cada dia há menos espaços para se trafegar em São Paulo.

O sistema de transporte público não teve nenhuma modificação. Continua a mesma estrutura ruim e pouco inclusiva.

É lamentável.

Esse é um pequeno exemplo da má gestão do Haddad, que reflete sua visão antiquada e míope das necessidades da população. Mas maiores males estão por vir, caso não seja possível impedí-lo de praticar atos contrários ao interesse público.

Refiro-me à PPP de iluminação de São Paulo.

A licitação de R$ 7 bilhões pretende entregar à iniciativa privada a missão de trocar as lâmpadas que iluminam a cidade. Serão 620 mil lâmpadas de LED a serem trocadas além de criar mais 76 mil novos pontos de luz. As lâmpadas de LED são mais eficientes e mais sustentáveis. O vencedor da licitação passa a receber da Prefeitura mediante repasse da Cosip, taxa cobrada na conta de luz.

Em princípio seria uma boa ação, não fosse totalmente ultrapassada e não fosse uma típica licitação que atrai empresas de duvidoso comportamento ético.

Os países desenvolvidos hoje usam postes de luz com placas de energia solar e bateria. Não apenas reduzem o custo da energia como praticamente faz com que nada custe. Sem falar que eliminam um amontoado de fios cruzando os céus da cidade.

Vamos deixar a iniciativa privada resolver esse problema?

Por que não permitir à população que troque uma parte de seu IPTU por ações de uma empresa que se responsabilize por trocar todos os postes de luz na cidade para que tenhamos postes sustentáveis? Por que as empresas privadas não podem disputar o capital privado dos moradores de São Paulo em troca desse benefício? Por que não resolver esse problema sem usar recursos do tesouro municipal e aproveitar a eliminar a Cosip?

Quanto será a redução de despesas com a conta de luz da Prefeitura? Sem falar nos benefícios para o meio ambiente? Por que não permitir propaganda nesses postes a ponto de termos patronos desses postes? Propaganda organizada…

Além disso, a legislção brasileira permite que o excesso de energia possa ser vendida no sistema, um atrativo adicional.

O Haddad agora quer escravizar o povo a permanecer no passado da tecnologia… Mas em 2016 o povo vai retribuir sua dedicação: apagar sua luz.

6 ideias sobre “HADDAD: A LUZ SE APAGA

  1. É incrível como somos governados por técnicos de gabinetes, que decidem ao seu bel prazer nossos caminhos, ou criam obstáculos que nos impede de seguirmos nossas vidas.
    Técnicos de gabinetes, porque? Fácil, não dirigem seus carros, não conhecem os problemas de quem é obrigado por força de trabalho a sofrer com nosso transito caótico. Vou dar um exemplo: Na Av. Armando de Arruda Pereira, temos dois, imaginem, dois corredores de ônibus, um municipal e outro estadual, a partir do terminal Jabaquara até divisa com Diadema. (e uma pista só para os infelizes contribuintes). Agora, experimente trafegar de manhã no sentido centro, e de tarde no inverso, para sentir o tamanho do estresse. Bem, hoje com mais essa decisão de fechar a Av. Paulista aos domingos, tornará os ali residentes em presidiários, já sofrem com transito nos dias úteis e aos domingos que poderiam sair com mais tranquilidade para cuidar de seu laser dominical, terão que ser escoltados a 10 km/h até a próxima esquina pelos nossos valorosos marronzinhos. #Aqlabraço

  2. Além dos fatos citados, o descaso com a periferia, principalmente com relação a “cultura” como ele diz, não dormimos em finais de semana e quem tem que trabalhar sábados e domingos ou feriados sofrem com a baderna dos dos bailes Funks. Uma perdição para os nossos jovens e um tormento para os pais e trabalhadores. Já que ele acha que é cultura queria tanto que tivesse um “fluxo cultural” todos os finais de semana na porta do prédio onde ele mora.

  3. O governo do atual prefeito é totalmente demagogo, pois só fala e não realiza nada para cidade, quando há uma manifestação apresentando os problemas, vem a público falar, falar e não resolve os problemas!
    É lamentável, pois ninguém sabe como estão as finanças da prefeitura, nem os casos de corrupção que vieram a público.
    Infelizmente o desgoverno neste país prevalece sem nenhuma cobrança, da imprensa, instituições e dos cidadãos!

  4. Gostaria de saber qual a sua definição de sustentabilidade?

    As lâmpadas de LED são mais econômicas mas de nada mias sustentáveis
    COntém chumbo e arsênico em sua composição e incapazes de serem reciclados, assim quando houver um aterro com toneladas para onde acha que irá todo o chumbo?

    Sem contar os danos a retina humana por não se tratar de luz (não há raios UV nas leds) o que danifica o nervo optico humano.

    Sustentável sóas lâmpas de mercurio que podem ser completamente recicladas. o vapor de mercúrio reaproveitado em forma liquida e todos seus componentes reaproveitas desde tinta e brilho pra ceramica ate metais para novas lâmpadas.

    Todas as informações são comprovadas por artigos cientificos de instituiçoes internacionais renomadas

    A LED NAO É SUSTENTÁVEL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *